De peito aberto

Quando eu estava grávida, uma das coisas que mais me preocupava era a amamentação. Eu queria MUITO amamentar a minha filha. Ser seu alimento exclusivererérrimo até os 6 meses de idade, e depois ir dando de mamar até escutar ela dizendo “hummm, que teta bem boa, mamãe!”. Mas nem tudo acontece do jeito que a gente planeja, certo? Só sei que quando a Alice nasceu eu fiquei tão atucanada com isso, só pensava em peito, em horários,anotava até os minutos das mamadas, comia alimentos que ouvia que aumentavam a produção, pesquisei em grupos virtuais….armei um circo para uma coisa que deveria ser natural. E lógico que isso, somado às outras emoções e mudanças da maternidade, fizeram com que eu ficasse exausta! E a minha produção diminuiu – e muito! E  isso me deixava cada vez mais culpada. Como EU, logo EU, que queria tanto amamentar teria que dar mamadeira para a minha filha? Aquela mamadeira plástica, fria, como um peito-robô, me substituindo?? Resultado: complemento desde um mês de vida e desmame aos 4 meses. Vocês não imaginam o que eu sofri por dentro, comigo mesma até aceitar que o NAN iria alimentar a minha filha igual. Que ela não pegaria viroses, doenças e alergias por não ter sido amamentada (vacina pneumococo, oi?) atéééé sabe Deus quando.

Enfim, o intuito desse post é alertar as futuras mamães para não se sentirem “forçadas” a amamentar, e sim deixarem a natureza fazer o trabalho dela. Procurar não pensar nisso, nem ficar escutando certos conselhos (acho que o bebê tá com fome! Teu leite não será fraco affffff?). Sem ansiedade nem data prévia pro desmame. A culpa é inimiga das mães.

UPDATE: A querida Roberta, do blog Braços de Polvo e Coração de Manteiga_ que também é mãe de uma Alice fofíssima_ também passou pela mesma situação, mas teve UM FINAL FELIZ!!!! Para ler o post da Roberta, clique aqui.

Anúncios

5 Responses to “De peito aberto”


  1. 1 Roberta 2010/03/19 às 2:41

    Concordo contigo, muitas pessoas sem noção ficam dando palpites e conselhos não solicitados e acabam nos deixando mais nervosas e inseguras. Que saco isso! Acho que não tem mãe de primeira viagem (principalmente) que não tenha passado por isso.
    O negócio é fazer cara de paisagem e fechar os ouvidos, hehehe.

  2. 2 Rita 2010/03/19 às 19:16

    Concordo contigo! Eu comi o pao que o diabo amassou com esta historia de amamentacao. A Bella passou 4 meses e meio na UTI e eu “pumpeando”, tirando leite para as enfermeiras darem para ela, e no meio tempo lutando para ensinar ela a mamar no peito. Todo mundo dizendo que era possivel desacostumar ela da mamadeira (dada pelas enfermeiras). Ela ate aprendeu a mamar no peito, mas nunca 100%, entao tomava mamadeira 90% do tempo e mamava no peito so como um lanche entre as mamadeiras. Muita culpa e stress, mas no final das contas ela esta feliz com a mamadeira e hoje acabou virando alergica a derivados do leite e portanto so pode tomar “leite em po”, nao pode mais tomar leite materno. Nao adianta a gente se estressar, a vida acaba de se encarregar de como os nosso bebes vao se alimentar.

    Abaixo a pressao e neura para amamamentar, quando der deu, quando nao der paciencia! Mae estressada eh bebe estressado, temos que relaxar.

    Beijocas da Rita

  3. 3 Magali 2010/03/19 às 19:42

    É verdade, meninas! Claro que o leite materno é o melhor alimento para os bebês, sem dúvida. E sortudas são as mulheres que conseguem ter uma amamentação sem problemas. Mas as que por algum motivo não conseguirem não devem se sentir diminuídas ou “piores” do que as outras. O que importa é o carinho e a atenção que o bebê recebe e não o que ele está se alimentando!!!

  4. 4 Carol P 2010/03/29 às 20:54

    Concordo com vc, eu tambem tive problemas e a questao eh que nao tem muito o que fazer o nosso corpo eh que decide. Mas que coisa mais chata essa gente radical e que so critica quem nao pode ou nao quer dar o peito.

  5. 5 Luiza 2010/10/28 às 17:07

    Olá Magali

    Sempre visito o seu blog, mas nunca tinha parado para ler esse post de amamentação. Sou mãe do Pedro que hj esta com 5 meses. E me identifiquei ao extremo com tudo o que vc escreveu, realmente é uma frustação enorme saber que hj o meu leite foi substituido pelo Nan..rs
    Mas no meu caso é pq o Pedrinho é guloso demais, com 2 meses e meio a pediatra liberou a papinha de frutas, para que eu pudesse dar conta.

    Bjão!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Twitter

Junte-se a 66 outros seguidores

PARCEIRO

Vou me Casar

%d blogueiros gostam disto: